Lisboa em terceiro lugar em relatório europeu que avalia cidades na área da Cultura

Lisboa em terceiro lugar em relatório europeu que avalia cidades na área da Cultura

Artigo original 23 Agosto 2017 por: SAPO24

Lisboa surge na terceira posição na lista de cidades entre 500 mil e um milhão de habitantes de um relatório da Comissão Europeia que avalia a performance das cidades europeias nas áreas da Cultura e da Criatividade.

Lisboa ocupa o terceiro lugar do ‘ranking’ geral no grupo de cidades da categoria XL (com 34 cidades; as 168 cidades europeias analisadas foram dividas por números de habitantes), atrás de Copenhaga e Amsterdão, de acordo com o relatório “The Cultural and Creative Cities Monitor”, cuja primeira edição foi disponibilizada na plataforma ‘online’ Travel BI do Turismo de Portugal.

O relatório recorda que Lisboa “é conhecida como uma capital variada e multicultural”, tendo sido Capital Europeia da Cultura em 1994 e acolhido “vários eventos internacionais” como a Expo’98 e o Euro 2004, que “impulsionaram a infraestrutura e as atividades culturais locais”.

“A Cultura é vista como uma ferramenta para a coesão social graças à experiência positiva da Galeria de Arte Urbana (GAU) [da Câmara Municipal de Lisboa], que promove o uso do espaço público como meio para o ‘graffiti’ e a arte urbana”, lê-se no relatório.

A Comissão Europeia refere ainda que “espaços de coworking, ‘fab labs’ (espaço de fabricação digital)) e incubadoras de ‘start-ups’ estão agora disponíveis em zonas reabilitadas”.

A juntar a “eventos internacionais de longa duração como a Trienal de Arquitetura, a ModaLisboa e o Lisbon & Estoril Film Festival”, a cidade começou a acolher “novos eventos relacionados com criatividade, com o Fórum Europeu de Hubs (polos) Criativos, em 2015, ligando mais de 200 polos criativos da Europa”.

Na categoria XL, Lisboa ocupa o primeiro lugar no índice de Dinamismo Cultural (uma média ponderada de duas dimensões que captam elementos do “pulso cultural” das cidades: Locais e Instalações Cultural, 50%, e Participação Cultural e Atratividade, 50%).

A cidade está ainda no 9.º lugar do índice de Economia Criativa (média ponderada de três dimensões: Trabalhos Criativos e Baseados em Conhecimento, 40%, Propriedade Intelectual e Inovação, 20%, e Novos Empregos em Setores Criativos, 40%) e no 15.º no de Ambiente Favorável (média ponderada de quatro dimensões: Capital Humano e Educação, 40%, Abertura, Tolerância e Confiança, 40%, Ligações Locais e Internacionais, 15%, e Qualidade de Governança, 5%).

No relatório surgem ainda outras três cidades portuguesas, na categoria S-M (entre 50 e 250 mil habitantes): o Porto ocupa o 13.º lugar, Coimbra o 15.º e Guimarães o 32.º numa lista de 34 cidades.

Fonte original

Sobre autor

Your email address will not be published. Required fields are marked O teu endereço de email não vai ser publicado. Campos obrigatórios estão marcados.*