COMO EXPANDIR O SEU NEGÓCIO: 3 DICAS DE QUEM JÁ CONSEGUIU

COMO EXPANDIR O SEU NEGÓCIO: 3 DICAS DE QUEM JÁ CONSEGUIU

Artigo original por: GQ

Ter o próprio negócio, criar algo do zero e ver as vendas aumentar a cada dia, expandir para outras cidades para outros países… este é o sonho de qualquer empreendedor.

A verdade é que nem toda a gente tem capacidade ou até vontade para estar à frente de um negócio próprio, porque o investimento inicial é por vezes o suficiente para demover grande parte das pessoas que assumem uma margem de erro mínima. E, claro, os erros que se podem cometer, em virtude da inexperiência, são muitos, mesmo muitos.

É por isso que a GQ Portugal fala todos os meses com um empreendedor de um negócio de sucesso para a edição impressa. Para a nossa edição de julho/agosto, estivemos à conversa com Pedro Pinto, o responsável em Portugal pelo eCooltra, um serviço de scooter sharing que leva qualquer utilizador do ponto A ao ponto B numa das 170 scooters elétricas que estão disponíveis por Lisboa.

O aluguer da mota é feito através da aplicação móvel, bem como todo o processo de ligar o motor e realizar o pagamento.

Numa fase em que Uber, Cabify e táxis estão constantemente ‘em luta’ para conquistarem o seu espaço, o que levou esta empresa espanhola a instalar-se em Lisboa (bem como a Madrid e a Roma), depois de uma primeira experiência, muito bem-sucedida, em Barcelona? Conhecimento do mercado e das próprias capacidades são obviamente dois pontos-chave para saber se o investimento poderá funcionar ou não, e a eCooltra tem funcionado bastante bem, depois de um balanço dos primeiros meses. Mas queremos deixar quem sabe falar. Por isso, perguntámos a Pedro Pinto três conselhos fundamentais sobre que passos dar para que um pequeno negócio ‘de garagem’ se possa espalhar por toda a cidade e, quem sabe, ultrapassar fronteiras. Tome nota:

  1. Conhecer muito bem o cliente: “saber muito bem a mais-valia que estão a dar ao cliente, isso para mim é o grande sucesso. Ter um produto que acrescente valor ao cliente.”
  2. Fazer algo escalável: “começar pequeno mas relevante. Se nós tivéssemos começado a fazer o scooter sharing no Bairro de Alvalade não tínhamos a perceção do que era a mobilidade real na cidade de Lisboa. É preciso pensar pequeno mas com possibilidade de o negócio se expandir.”
  3. Investir em pessoas: “muito importante. É preciso ter uma equipa muito boa. As ideias podem ser boas, mas se a equipa não é boa… há um pensamento muito típico que diz que a ideia A com um equipa C não funciona, mas uma ideia C mas com uma equipa A funciona.”

Fonte Original

Sobre autor

Your email address will not be published. Required fields are marked O teu endereço de email não vai ser publicado. Campos obrigatórios estão marcados.*