Google anda à procura de escritórios maiores em Lisboa e está a contratar

Google anda à procura de escritórios maiores em Lisboa e está a contratar

0
Artigo original 20 Abril 2018 por: Observador

“O crescimento da equipa e um espaço que melhor represente a cultura Google levaram a empresa a procurar novos escritórios “no centro de Lisboa”.

“Estamos a olhar para novos espaços de escritórios em Lisboa”, explicou Bernardo Correia, diretor-geral da Google Portugal. Onde? “No centro de Lisboa.” A procura de um novo espaço que substitua a atual presença na avenida da Liberdade deve-se ao crescimento que a equipa tem tido desde que Bernardo Correia assumiu a liderança da tecnológica, em 2016. O centro de fornecedores, em Oeiras, pode ter ajudado, mas não é a única aposta da Google. Um exemplo do crescimento da equipa ocorreu, no final de março, quando criaram “uma equipa da Google Cloud em Portugal, liderada por Jorge Reto”, explicou também.

Agora, Bernardo Correia avança ao Observador que a empresa quer ter uns escritórios maiores em Lisboa e assumiu estar à procura de mais mão-de-obra para trabalhar em Portugal.

“Estamos a olhar para novos espaços de escritórios em Lisboa. Ainda não há contratos fechados”, disse Bernardo Correia, diretor-geral da Google Portugal, sobre o facto de precisarem de novos escritórios.

Quanto à expansão em Lisboa, Bernardo Correia explicou que “a equipa está a crescer”. O responsável da Google, continuou: “As instalações que temos hoje podem já não ser suficientes e estamos a olhar para outros locais.”

Quanto aos novos escritórios da Google Portugal, a procura também acontece porque a empresa quer um espaço que melhor a cultura da organização. Um pouco por todo o mundo, os vários escritórios da Google são conhecidos por seguirem uma linha de design diferente. Exemplo desta originalidade são os escritórios de Nova Iorque, que foram considerados pelo Business Insider como “os mais cool do mundo” por terem uma parede de escalada, entre outras regalias, para manter os funcionários motivados.

“É um projeto que está nas minhas mãos, mas neste momento não tenho nada fechado. Estamos à procura de um espaço novo. Estamos em conversas com várias pessoas e com vários proprietários de edifícios, etc. Neste momento, não passa disso. Há muitos rumores e este mercado é muito pequenino. Fala-se demais e empola-se coisas que não são assim tão explosivas, mas é verdade que estamos a aumentar a nossa presença local aqui em Portugal no centro de Lisboa”, disse Bernardo Correia.”

Quanto à nova equipa de Cloud que foi contratada, o mais importante agora ” é que estes investimentos corram bem”. Bernado Correia explicou que, para isso, é importante “que o mercado continue positivo, que as pessoas em Portugal continuem a apostar na formação de skills digitais e que continue a haver empresas portuguesas — com presença online forte — que queiram expandir internacionalmente os seus negócios”. Para a Google, o papel do Estado nesta expansão também é necessário: “É importante que o Governo português continue a ter um papel regulatório positivo em relação ao digital.”

A pesquisa da Google por mais pessoas para Portugal
“Continuamos à procura de mais pessoas, mas esse número muda todos os dias”. Questionado se o número tem mudado para mais ou para menos, a resposta foi que “felizmente, tem sido para mais”.

Fonte do Observador avançou que esta aposta da Google em Portugal faz a empresa querer até mais duas centenas de pessoas. No entanto, em resposta a estes números, o responsável da Google afirmou que não podia dizer um número exato, porque não divulgava esse tipo de informação. “Mas posso dizer que está em forte crescimento.”

Bernardo Correia explicou que atualmente estão a procurar engenheiros informáticos para trabalharem diretamente — e não em outsourcing — com a Google, através da nova aposta no negócio de serviços na nuvem. Questionado sobre as novas contratações, o responsável da empresa explicou que “incluiu engenheiros e uma equipa de suporte nova, que nunca tivemos em Portugal”, referindo-se à equipa Google Cloud. “É uma equipa na qual queremos apostar muito”, disse ainda.

Do Parque das Nações para Oeiras, em outsourcing
Em janeiro, o primeiro-ministro disse, no Fórum Económico Mundial, em Davos, que “a Google vai abrir escritórios para a Europa, Médio Oriente e África em Lisboa este ano, contratando 500 dos melhores engenheiros de Portugal”. A afirmação levou alguns órgãos de comunicação social a afirmar que “a Google vem para Portugal” (já cá está desde, pelo menos, 2016), mas surgiu a suspeita de que se tratava “apenas de um call center“. A tecnológica defendeu-se, afirmando que era “um novo centro de operações de fornecedores em Oeiras, totalmente dedicado a fornecedores terceiros”.

Atualmente, vários funcionários do centro de fornecedores, que será instalado em Oeiras, estão já a trabalhar no Parque das Nações.

“Não há escritório no Parque das Nações. Há um espaço temporário em que estão pessoas, enquanto o escritório de Oeiras não abre. Mas essas pessoas vão ser todas mudadas para Oeiras quando o espaço abrir. Há lá um espaço temporário que nem sequer nos pertence [Google]”, explicou Bernardo Correia quanto às pessoas que trabalham indiretamente para serviços Google.”

Para já, ainda nada está fechado, apenas a necessidade de aumentar a atual presença física de uma das maiores empresas do mundo no país. Já o centro de fornecedores, em Oeiras, pode não abrir em julho, mas Bernardo Correia assegura que será “no verão”, mantendo no Parque das Nações os atuais funcionários dos fornecedores, que já colaboram com trabalhos da americana.

Fonte Original

 

 

Your email address will not be published. Required fields are marked *