CaixaBi. Amazon em Portugal “em breve” pode ameaçar domínio da Worten

CaixaBi. Amazon em Portugal “em breve” pode ameaçar domínio da Worten

Artigo original 16 Agosto 2017 por: Dinheiro Vivo

Os analistas concluem que a recomendação para a Sonae ainda é positiva, “mas o tom do atual relatório não é tão positivo como os anteriores”.

Os analistas do CaixaBi reviram em baixa a avaliação das ações da Sonae. Numa nota de análise publicada esta quarta-feira, o banco de investimento revela um corte do preço-alvo de 13,8% para o final de 2018, passando de 1,45 euros para 1,25 euros por ação.

Um valor que está, ainda assim, 27,5% acima do preço atual das ações, que fecharam a valer 0,98 euros na sessão desta quarta-feira. Apesar da revisão em baixa do preço, o CaixaBi mantém a recomendação para “comprar”.

Os analistas justificam o corte com o posicionamento do grupo nos últimos anos, que por se ter assumido como holding, “tornou-se mais complexo e perdeu parte da visibilidade”.

A pressão a que o grupo está sujeito pela concorrência no setor do retalho em Portugal também é apontado como fator negativo pelo CaixaBi, que chama a atenção para a abertura iminente de mais uma rival, a cadeia espanhola Mercadona.

Os analistas destacam ainda o desempenho da Worten, nomeadamente em Espanha, onde está sujeita a maior pressão por parte da concorrência. E notam que “a Amazon está a expandir a sua capacidade logística em direção à fronteira portuguesa, o que nos leva a crer que poderá entrar no mercado português mais cedo ou mais tarde”, o que ameaçará o domínio doméstico da Worten.

“Não ficaríamos surpreendidos se a Sonae fizesse um movimento agressivo nesta frente em breve”, conclui o CaixaBi.

Os analistas concluem que a recomendação para a Sonae ainda é positiva, “mas o tom do atual relatório não é tão positivo como os anteriores”. O CaixaBi considera que “as perspetivas para a Sonae têm vindo a cair ao longo do tempo, com a empresa a enfrentar ventos contrários em algumas das suas atividades”.

O retalho alimentar continua a ser “a maior fonte de valor da Sonae”, consideram os analistas, mas a NOS e a Sonae Sierra “também possuem valor significativo”.

Fonte Original

 

Sobre autor

Your email address will not be published. Required fields are marked O teu endereço de email não vai ser publicado. Campos obrigatórios estão marcados.*