Portugal à procura de investimento de empresas do Reino Unido

Portugal à procura de investimento de empresas do Reino Unido

Artigo original 11 Abril 2018 por: Jornal Económico

Este fórum será encerrado cerca do meio-dia de hoje pelo primeiro-ministro, António Costa

Apesar do ‘Brexit’, Portugal continua à procura de mais investimentos de empresas britânicas no mercado nacional.

É esse o objetivo do ‘Portugal – UK Economic Forum’, que terá lugar hoje, dia 11 de abril, em Londres, uma iniciativa conjunta da Aicep, Portugal IN e da Bloomberg.

Segundo o documento oficial deste fórum, o investimento direto britânico em Portugal aumentou cinco vezes apenas no ano passado, tornando o Reino Unido o terceiro maior investidor no nosso país, logo atrás do Luxemburgo e da França.

O investimento direto estrangeiro em Portugal rondou os 9,9 mil milhões de euros, acrescenta o mesmo documento.

Os responsáveis por este fórum, que contará com a presença do presidente da Aicep, Luís Castro Henriques; do CEO do Portugal IN, Bernardo Trindade; e do secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, sublinham que “Portugal criou um clima económico e regulatório muito favorável para o investimento direto estrangeiro”.

A organização do fórum destaca o decréscimo dos impostos sobre empresas e o estabelecimento de novos incentivos ao investimento, como estatuto dos não residentes habituais, os vistos Gold e a taxa fiscal de 20% para os expatriados.

Irão intervir no primeiro painel deste fórum Andrew Stephen Thomis, CEO da Cohort Plc; Charles Nassert, CEO da Claranet; e Carl Grivner, CEO da Colt Technology Services, num debate que será moderado por Mark Gregory, economista-chefe da consultora EY.

O segundo painel deste fórum será dedicado à tecnologia, inovação e finanças, abordando as novas tendências da tecnologia no setor financeiro.

Neste domínio, o referido documento sublinha que “novas plataformas de investimento conjunto têm surgido e diversos ‘players’ cm impacto significativo reforçaram a ponte tecnológica entre Lisboa e Londres a níveis anteriormente desconhecidos”.

“Esta parceria alargada está disseminada por Portugal, uma vez que as companhias- estrela tecnológicas do Reino Unido estão a estabelecer ‘hubs’ de inovação mno Porto, Braga e Coimbra, entre outras cidades”, assinala o documento da organização do Fórum Económico Portugal-Reino Unido.

Neste segundo painel, que será moderado por Greg William, editor executivo da ‘Wired’, está previsto intervirem Nuno Sebastião, ‘chairman’ e CEO da Feedzai; Henry Wigan, co-fundador e diretor de investimento da Mustard Seed; e Gonçalo de Vasconcelos, co-fundador e CEO do Syndicate Room.

Este fórum será encerrado cerca do meio-dia de hoje pelo primeiro-ministro, António Costa

Fonte Original

Your email address will not be published. Required fields are marked O teu endereço de email não vai ser publicado. Campos obrigatórios estão marcados.*